SENTIREI SAUDADES

Cheguei a pouco no prédio onde nossa comunidade se reúne. Minha missão nesta manhã de quinta feira, 18/11/2021 é ajustar algumas situações técnicas. A pandemia nos desafiou a entrar no mundo digital para alcançarmos os irmãos da comunidade. Ajustes são necessários, então… estou aqui.

Não há mais ninguém no prédio e a solidão, me trouxe solitude e uma vontade de escrever. Então, vou tentar.

Foi aqui que estive muitas vezes com meu amigo Samuel Cardoso, o Samuca, cuidando desses mesmos equipamentos. Ele, que nos deixou tão abruptamente no ultimo dia 02/11, se tornou um amigo e companheiro da missão. Um daqueles com quem a gente tem o desejo de dividir a caminhada.

Gente voluntariosa, generosa e disposta pelo Reino e pela comunidade.

Por isso, esse lugar, o mezanino que usamos aqui no prédio, me lembra tanto meu amigo. Aqui, na maior parte do tempo, longe da visibilidade, o Samuca fazia bem a todos nós. Seu conhecimento, somado a um desejo de contribuir no processo de cuidado com pessoas e amadurecimento de nossa Casa, fará muita falta.

Provavelmente, por muito tempo, essa ausência será sentida por quem, assim como eu, teve o privilégio de caminhar com ele.

Ao perdemos alguém, um bom caminho é deixar ao lado os defeitos e agasalhar as virtudes e é isso que escolhi fazer ao lembrar dele. Disposição. Esse foi o termo que minha mãe usou para descrever o Samuca, quando dentro do carro, indo para o sepultamento, falávamos sobre ele. E ela estava certa.

Vi que a comunidade ganhou importância em sua agenda cheia de viagens e compromissos profissionais e sempre havia espaço para tentar melhorar nossa estrutura. Fosse cuidando dos equipamentos, gerenciando nossa parte artística, fazendo suas Devocionais Online, melhorando o que podia melhorar.

Uma dedicação bacana demais. Mas preciso lembrar que algo aconteceu no coração do Samuca e nos últimos tempos, sua dedicação as pessoas e a comunidade se tornou nítida. Nos corredores da Casa, ele cuidava, acompanhava, dirigia e se importava com muitos.

No cemitério, muitos me disseram que seu tempo era dividido com gente, amando e cuidando de pessoas.

Nada de perfeição, não… ele não era perfeito, sei disso e ele também sabia. Mas vi seu desejo de melhorar e crescer em sua vocação. Em meio a pandemia do Corona Virus, diferente de muitos, o Samuca floresceu.

Sigo assimilando sua perda.

Poucos dias antes, estávamos na estrada. Coisa que eu sei, que ele gostava muito e eu também. Fomos com o Resgate para BH. Ele fez nosso som. Comemos um mexidão mineiro, rimos muito, participamos mais um pouquinho da Missio Dei. Foi incrível.

Agora, choro com esperança. Como Jesus, que chorou a perda de seu amigo Lázaro, mesmo sabendo que ressuscitaria em breve. Para quem crê nas palavras de Jesus, a morte é um inimigo já vencido. 1 Coríntios 15:55.

Sentirei muita falta desse amigo espirituoso e querido, mas sei que “num piscar de olhos” (1 Cor.15:51/52) nos encontraremos.

Até breve, amigo Samuca!

10 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • Cida em 24 de novembro de 2021 às 06:32
    • Responder

    Ainda sem palavras pastor…Samuca faz muita falta. Saudade …..

    1. Oi Cida. Obrigado pelo carinho!

    • Ademir em 24 de novembro de 2021 às 06:34
    • Responder

    bela mensagem Mito, não tem como ler e não se emocionar, eu que tive o privilégio de poder aprender um pouco com ele na parte técnica do som. E realmente subir naquele mezanino não tem como não lembrar dele, e quando eu levava o café então, kkkkkkkk era só alegria! saudades e saudades

    1. Diga Ademir. Sim, muitas saudade!

    • Tony Velhinho em 24 de novembro de 2021 às 08:38
    • Responder

    Esse foi um parça de responsa. Amigo e humilde sempre.

    1. Verdade…

    • Claudio em 24 de novembro de 2021 às 10:39
    • Responder

    Convívi com o Samuca ,uma boa parte da infância e juventude , até infelizmente separarmos um pouco pela vida adulta. Tenho lembranças maravilhosas Mito …Que Deus conforte nossos corações .😔

    1. Olá Cláudio. Obrigado pelo carinho!

    • Natali Guerra em 24 de novembro de 2021 às 21:29
    • Responder

    Nossa que linda homenagem Mito… Eu caminhei algum tempo on line com o Samuca através do Cotidianamente e do Devocional, disse ao meu filho que não via a hora de estar com vcs e poder agradecer pessoalmente por nós ajudar tanto nesses dias difíceis que atravessamos. Falei até pro Samuca que seria uma alegria conhece-lo, sempre solicito, transbordava cordialidade e amor ao próximo… Transmito minha gratidão, carinho e sentimentos a todos vcs da Casa da Rocha Guarulhos… 💔💔

    1. Obrigado Natali. 🙂

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: